Faz agora um mês que a nossa Enóloga, a Ginja, nos deixou. Vou repetir o que sempre digo: nós nem gostávamos de gatos. Claro que o “não gostar” é sempre uma afirmação demasiado forte e passaria mais pelo “somos pessoas de cães”. LER MAIS